ESPETÁCULOS

AO ESPERAR

    A modernidade e os grandes centros não devem ser vistos apenas sob o aspecto incrível das construções e das tecnologias que norteiam toda sua rotina. Há um lado nebuloso e perverso na relação espaço/tempo que se desdobram para a vida das pessoas.

    Inspirado e provocado pela obra Não Lugares do antropólogo francês Marc Augè, o fio condutor do trabalho foi pautado em como cada um de nós se comporta nestes Não Lugares, no âmbito das relações. A espera e a impessoalidade assumiram destaque nas relações destes Não Lugares. No final das contas não se sabe o que se espera, num lugar dos outros, mas sem a presença dos outros.

    O trabalho foi construído a partir de pesquisas, discussões, experimentações e observações em alguns destes Não Lugares. O projeto contou com recursos da campanha de financiamento coletivo, realizada pela plataforma “Catarse”, com um total de 96 apoiadores do país inteiro e recursos próprios do grupo.

ACROBÁTICA FÁBRICA DE NATAL

A Gelb Zirkus – Acrobacias Aéreas com apoio da Catavento Companhia Circense apresenta o espetáculo “A acrobática fábrica de natal”. O Espetáculo realizado pelos alunos da escola traz para os palcos uma reflexão sobre este momento tão celebrado no mundo inteiro. Inédito e inusitado, o espetáculo conduzirá o público numa viagem pelos bastidores do Natal, propondo novos olhares e significados.

1/7

1/7
SOBRE O CORPO

“O corpo é o primeiro lugar onde a mão do adulto marca a criança, ele é o primeiro espaço onde se impõem os limites sociais e psicológicos que foram dados a sua conduta, ele é o emblema onde a cultura vem inscrever seus signos como também seus brasões” (Vigarello).

Este é um trabalho inicial de investigação do corpo que habitamos e que apresenta traços, desejos, medos, angústias, alegrias, experiências e marcas, dessa relação conflituosa com o corpo. Cada detalhe que o público verá é fruto dos questionamentos e provocações a que submetemos os interpretes criadores nas discussões, laboratórios (teatro, dança, improvisação/criação). Portanto, este não é o resultado, mas o primeiro passo dessa investigação que começa agora e nos acompanhará por toda a vida, como o corpo que habitamos.

 

NÃO LUGAR

“Para que serve a utopia? Para caminhar...”.

Inspirado no texto “Direito ao Delírio” do escritor Eduardo Galeano, o espetáculo Não Lugar busca resgatar a essência da utopia. Não lugar é uma negação dos espaços, formas e padrões estabelecidos pela sociedade atual e ao mesmo tempo é uma busca daquilo que mais se almeja: ora paz, tranquilidade e silêncio, ora igualdade, respeito e liberdade. Buscando estabelecer um diálogo entre circo e dança, as movimentações aéreas preenchem as melodias dando significado aos sentimentos dos alunos acerca da temática. O espetáculo transita por três importantes momentos: a utopia como sonho inatingível; o individualismo, a disputa e a indiferença no limiar entre o desespero e a sobrevivência; E por fim a esperança que alimenta o sonho de um lugar onde não haja fronteiras.

1/7

1/4
SENDA

Na busca de evidenciar algumas características que marcam a vida no século XXI, a Gelb Zirkus Acrobacias Aéreas apresenta seu primeiro espetáculo. Aqui, a ideia é refletir sobre a rotina que padroniza ações e anula a criatividade, situação na qual as pessoas estão imersas. Tudo parece vago e efêmero, é o sentido da matéria e não do sujeito. Senda é o caminho, o percurso no qual o sujeito enfrenta a realidade em busca do autoconhecimento e da descoberta de sua essência. O vigor físico, a resistência, a flexibilidade, a sensibilidade artística se misturam nas movimentações aéreas para problematizar o cotidiano e revelar a existência de um novo ser.

(62) 3945-3837  // (62) 98245-5515

producao@ciacatavento.com.br

Rua S4, Quadra S9-A, lote 16, número 916.

Setor Bela Vista - Goiânia/GO 

_MG_1865