COMPANHIA PROFISSIONAL

A companhia profissional da Catavento Companhia Circense é um coletivo de artistas reunidos para pesquisar e produzir arte circense. Um conjunto de artistas comprometidos com a arte e com diferentes habilidades circenses, com foco na inovação e disrupção criativa.

A Catavento Companhia Circense está pronta para realizar ações, performances, eventos e espetáculos corporativos exclusivos e pensados para o perfil de cada cliente.

HI.A.TO

Hi.a.to é o encontro de duas pessoas em cena que experimentam a linha tênue entre instabilidade e estabilidade, equilíbrio e desequilibro, explorando as possibilidades desta relação sem romper com nenhum dos extremos. Afinal, é necessário prudência ou a vida seria impossível, ou então muito breve.

Espetáculo Circense Hiato
Espetáculo Circense Hiato

press to zoom
Espetáculo Circense Hiato
Espetáculo Circense Hiato

press to zoom
Espetáculo Circense Hiato
Espetáculo Circense Hiato

press to zoom
Espetáculo Circense Hiato
Espetáculo Circense Hiato

press to zoom
1/3

ATRAVESSAR-SE
um filme de Felipe Nicknig

Terra vermelha, arame, matula, lira, doces. Lugares e sabores de travessias. Revelações de uma mulher em muitas vidas. Uma linguagem peculiar, um trançado visual que envolve o circo, a música e o audiovisual. O circo e a vida nos seus movimentos. A pausa aqui é intervalo de travessias. O movimento cria o instante em que a mulher é atravessada pelas memórias e esquecimentos tecendo significado ao caminho. A memória é uma maneira de conciliar voz, dor e poesia. Atravessar-se é um modo singular de se reconhecer nos tempos das mulheres.

Livremente inspirado na vida e na obra de Cora Coralina, este curta metragem de circo revela o singelo caminho de uma mulher que na travessia da vida se forja da terra, de coragem, de medos, de angústias, e memórias. Menina, mulher e velha são atemporais e narram uma travessia arriscada, inspirada na memória dos quintais e becos da Cidade de Goiás.

Filme produzido por meio do projeto de manutenção da Catavento Companhia Circense, contemplado pelo edital de Circo/2018 do Fundo de Arte e Cultura do Estado de Goiás.

O ACASO

"O Acaso" é um vídeo-circo produzido pela Catavento Companhia Circense. Na intenção de propor novas formas de se fazer circo, surge a peça audiovisual em que circo, dança, cinema e a vontade de criar se encontram em um espaço esquecido durante a pandemia da Covid-19. Aqui, neste teatro, somos artistas e público de nós mesmos numa plateia vazia e num mundo amplamente codificado do qual somos passageiros de si e do tempo. Desconexo, fragmentado e aleatório, perdemos a noção do tempo e das coisas.

AO ESPERAR

A modernidade e os grandes centros não devem ser vistos apenas sob o aspecto das construções e das tecnologias que norteiam sua rotina. Há um lado nebuloso e perverso na relação espaço/tempo que se desdobra para a vida dos seres humanos.

Inspirado e provocado pela obra "Não Lugares" do antropólogo francês Marc Augè, o espetáculo "Ao Esperar" da Catavento Companhia Circense questiona como cada ser se comporta nestes "não lugares" no âmbito das relações, abordando questões como a espera e a impessoalidade.